Porfto Conecta
Folheim for mobile

Coxinha ou Empadinha ?

No dia 16 de agosto, apesar de saber que não faz bem para a saúde, dizem os especialistas que tem muito colesterol, etc, mas virei "coxinha". Fui à Paulista e participei da manifestação. Tentaram nos desqualificar como não representando a gente "brasileira", gente vinda das classes menos favorecidas... Leia +

(Marcio Poletto)

Cotidiano

Mamãe, mamãe, mamãe

Quando eu era bem criança, na semana do dia das Mães a gente sempre cantava na escola aquela música do "avental todo sujo de ovo". Quem se Lembra? Vai um trechinho aqui: "Mamãe, mamãe, mamãe, eu me lembro o chinelo na mão, o avental todo sujo de ovo, se eu pudesse eu queria outra vez mamãe, começar ... Leia +

(Marcio Poletto)

Porto Conecta

Cotidiano

Crise à Vista

O Brasil está afundando novamente numa crise daquelas! Para os que estão enfrentando a sua primeira - eu já vivi uma 5, pelo menos - como estagiários inexperientes, digo que tem sempre o lado bom, claro, sem contar os problemas financeiros que temos que enfrentar. Nas crises, os empresários tem a ch... Leia +

(Marcio Poletto)

MP-Attus Softwares de gestão para Tradings

eBooks e Literatura

PESSOA E SEUS HETERÔNIMOS

(Clássicos - Editora Samba Books - ebook)

Considera-se que a grande criação estética de Pessoa foi a invenção heteronímica que atravessa toda a sua obra. Os heterónimos, diferentemente dos pseudónimos, são personalidades poéticas completas: identidades que, em princípio falsas, se tornam verdadeiras através da sua manifestação artística própria e diversa do autor original. Entre os heterónimos, o próprio Fernando Pessoa passou a ser chama... Leia +

Editora Samba Books

Escritores

Qorpo-Santo


(Nasceu em 1829, em Triunfo, Província de São Pedro, Rio Grande do Sul — Morreu em 1883, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, aos 53 anos )


José Joaquim de Campos Leão, mais conhecido por seu pseudônimo Qorpo-Santo, foi um brilhante dramaturgo gaúcho que ficou esquecido por cem anos, quando descobriu-se um autor oiriginal, de perspectiva moderna e olhar crítico. Foi precursor do Teatro do Absurdo e esteve muito além de seu tempo.

Torna-se professor primário e passa a lecionar em escolas públicas, fixando-se na capital da província. Também chega a exercer a função de delegado de polícia. Em 1862, as autoridades escolares passam a suspeitar de sua sanidade mental, e Qorpo-Santo é obrigado a internar-se. Em 1868 é considerado inapto para continuar lecionando e também para a administração de seus bens e família.